Tags

,

Oi pessoal…

Finalmente tomei coragem para me aventurar neste mundo fascinante dos blogs.

Experiência? Se ter lido muitos e muitos blogs vale como experiência, entao estou começando bem!

Parei de trabalhar (no mundo corporativo) há mais de um ano… Parei pensando em fazer um “período” sabático, pensando em ter bastante tempo pra viver minha filhota, e eventualmente não fazer nada…

Mas como não podia deixar de ser, com tanto tempo sobrando, me surpreendi com muita coisa: trabalho de casa rende, filho toma tempo, cozinhar é uma arte e requer tempo pra se aprimorar nela, acompanhar blogs é um vício, por papo em dia com as irmãs, comadres, amigos consome tempo, curtir a mama e ouvir as histórias de papi (pois é, meu pai conta histórias pra gente até hoje) pedem mais tempo ainda e assim vai… Quando a gente vê o tal ano sabático se foi!

Tudo bem, nenhum trauma. Aos poucos vou percebendo que foi justamente nesse período que descobri muita coisa interessante (boas e ruins) em mim. E, por ter tempo, estou me dando ao luxo de tentar entender essas coisas, usar as boas e banir as ruins…

Neste segundo ano, e já consciente de todo o tempo que tenho, vou me arriscar em novas produções. E vou registrá-las pra não perder nada na memória e compartilhar as descobertas.

Vou começar dividindo minha sopa de cebola francesa. Querido Jouber, lá de Belo Horizonte, começo com ela em sua homenagem!!!.

Vamos lá, minha especial Soupe a l’Oignon au Fromage

Ingredientes (para um caldo de 1 litro):

– 4 cebolas médias (usei 2 cebolas roxas e 2 cebolas brancas)

– 100 ml de azeite (eu uso azeite próprio para cozinhar)

– 1 colher de sobremesa de manteiga

– 1 xicara de chá de vinho tinto

– 3 colheres de chá de farinha de trigo

– 1 litro de caldo de carne (ou legumes para quem preferir)

– pimenta moída na hora (a gosto)

– queijo gruyere (para gratinar)

– fatias de pão

Mãos a obra:

Fatiar as cebolas em rodelas e refogá-las no azeite e manteiga, até ficarem transparentes e macias.

Juntar a xícara de vinho e deixar evaporar um pouco.

Acrescentar a farinha de trigo dissolvida em uma xícara de café de água. Cozinhar mais um pouco, mexendo sempre.

Hora do caldo. Juntei caldo de carne feito em casa. Mas se quiser pode usar caldo pronto, de carne ou legumes. Mas se for usar caldo pronto, prefira aquele em potinho, mais liquido e que parece ser “menos pior”.

Deixar cozinhar em fogo baixo (e tampado) por, pelo menos 1 hora.

Antes de servir, colocar uma (ou mais) fatia de pão, polvilhar o queijo gruyere e levar ao forno para gratinar.

Está pronta a sopa que pede um bom vinho para acompanhar… Bon Appétit!

Anúncios