Qual a hora de contar para meu filho que ele é adotado?

Acredito que esta seja uma dúvida cruel da maioria dos pais que tem filhos adotados. Eu me perguntava sempre quando, como e o que falar. Uma preocupação eterna e o receio de meter os pés pelas mãos.

Li dezenas de livros,  pesquisei em diversos sites, conversei com amigas na mesma situação, mas o coração sempre apertado… e o tempo passando.

Um belo dia o sol brilhou. Claro que não foi de repente. Ele foi brilhando devagar, graças ao grande amor que tenho pela minha filha.

Me dei conta de que o que me amarrava era nada mais nada menos que um preconceito meu e só meu. As crianças não nascem com preconceitos, mas podem crescer aprendendo e assumindo os preconceitos dos que a rodeiam.

Não era um preconceito contra a adoção. Nunca. Adoção foi uma escolha tranqüila, feita junto com meu marido. Mas por ter dúvidas quanto a aceitação por parte dela, por medo dela achar ruim ser adotada e sofrer.

Quando entendi que ela não teria qualquer problema desde que eu também não tivesse, consegui abrir meu coração.

E a grande surpresa foi perceber que ela, pura, inocente, amada, de alguma forma já sabe de tudo e aceita com uma naturalidade que só mesmo um coração puro, inocente e amado pode aceitar.

Entendi que não há “o momento” de falar. É natural, faz parte das nossas vidas. Contar para ela que ela não nasceu da minha barriga foi tão natural quanto explicar como os bebês nascem. Foi lindo e emocionante contar pra ela como eu e o papi dela a procuramos por muitos e muitos meses. Contar da minha felicidade quando o tio Elias me ligou pra contar que tinha encontrado o grande amor da minha vida. De como a Dinda dela cuidou pra que tudo corresse bem e ela nascesse saudável.

Alias, é incrível a ligação que ela tem com a Dinda. A Dinda que conversava com ela enquanto ela estava na barriga da mãe biológica…

Aqui uma lista de livros para crianças que contam historias mais parecidas com as nossas.

Os quatro primeiros livros eu tenho e gosto bastante. Os demais fazem parte da bibliografia recomendada pelo Serviço de Orientação à Filiação Adotiva – Sofia da Universidade Católica de Pernambuco. 

Há, também uma lista no site www.portaldaadocao.com.br

Livro

Autor

Editora

Conta de Novo. A historia da noite em que eu nasci Jamie Lee Curtis Salamandra
Então você chegou… Anette Hildebrandt Companhia das Letrinhas
O Abraço do Antonio Luciana Rigueira Paulinas
A boneca de pano Rubem Alves Edições Loyola
Adotar uma estrela Mássimo Mostacchi Paulus
A galinha que criava um ratinho Ana Maria Machado Atica
A história bonitinha de Maria estrelinha Marcia Lopes de Carvalho Edicon
A história de Ernesto. O filho adotivo. Merce Company Paulinas
Amor e Carma Marcia Pereira Lopes Petit
Diário ao Contrário Sonia Barros Atual
Em busca de mim Isabel Vieira F.T.D.
Esta criança é minha Henry Denker Mandarin
Faltava você Julieta BRETERNITZ Mundo Cristao
Filho Adotivo Vera Lúcia Marinzeck de Carvalho Petit
Fofinho Teresa Noronha Atica
A historia de Paquito – Tornar-se mae  Maria tereza Zattoni GILLINI Paulinas
História de um segredo Maria tereza Zattoni GILLINI Paulinas
Irmão negro Walcyr Carrasco Moderna
Mamãe: por que não nasci de sua barriga? Maria Salete Rodrigues Domingos IOESC/Fundação Vida
Meu nome é esperança Jose GANYMÉDES Ediouro
Neco Sol Leonie Gonçalves da Fonseca Vozes
O livro mágico da bruxinha Nicolau Rita ESPESCHIT Atual
O milagre do amor Maria Alice Penna de Azevedo Paulinas
O pintinho adotivo Márcia Glória Rodrigues Domingues ED. Do Brasil
Quem fica com Felipe? Ilsa Lima Monteiro F.T.D.
Todo mundo tem família Anna Claudia Ramos Fromato
Tráfico de anjos Luiz Puntel Atica
Uma dose de amor Marly Ap. Garcia Souto Edicon
Vinculos Lucia Pimentel Goes Atual
Anúncios